06/03 Santa Rosa de Viterbo

” Oração a Santa Rosa de Viterbo

Deus, nosso Pai, à medida que transcorrem os séculos, vemos com mais clareza a vossa ação no mundo. Na verdade, vós sois um Deus

fiel e agis com força e poder dentro da história dos homens, abalados por tantas contradições. Mas vós conduzis vosso povo através dos tempos. Moveis os corações dos homens para que encontrem paz. E suscitais, segundo as necessidades de cada época, pessoas fortalecidas com as vossas promessas antigas, mas sempre novas. Por isso, Senhor, hoje nós vos suplicamos humildemente: a exemplo de Santa Rosa, façamos de nossa vida um tempo de conversão, de fidelidade a Deus e de amor à paz.”

Ó meu Deus, bem vejo que me quereis todo para Vós. Tantas vezes Vos expulsei da minha alma, e não Vos recusais de nela entrar e unir-Vos a mim. Ah! Tomai agora posse de todo o meu ser; dou-me inteiramente a Vós.

Aceitai-me, ó meu Jesus, e não permitais que eu viva de aqui em diante um instante sequer sem vosso amor. Vós me buscais, e eu não busco senão a Vós. Quereis minha alma, e ela só Vos quer a Vós. Vós me amais, e eu também Vos amo; e já que me amais, prendei-me tão perfeitamente convosco, que não me aparte mais de Vós. – Ó Rainha do céu, e minha querida Mãe, Maria, em vós ponho minha confiança.

Antes da vinda de Jesus Cristo os homens separavam-se de Deus; aferrados à terra, recusavam unir-se a seu criador; mas o Senhor, cheio de ternura, os atraiu a si pelos laços de amor, como tinha prometido por Oséias: “Eu os atrairei com cordas humanas, com os vínculos da caridade”(Oséias 11, 4). Estes laços são os seu benefícios: luzes, apelos ao seu amor, promessas do paraíso; mas é sobretudo o dom que nos fez de Jesus Cristo no sacrifício da cruz e no Sacramento do altar, e enfim, o dom do Espírito Santo. Por isso exclama o profeta: “Rompe as cadeias do teu pescoço, filha cativa de Sião” (Isaías 52, 2). Ó alma, criada para o céu, desfaze-te dos laços da terra para te unires a Deus pelos laços do santo amor.

Salve Rainha

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos, os degredados filhos de Eva; a vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei; e depois deste desterro nos mostrai Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.

Rogai por nós, santa Mãe de Deus.
R: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Confira também o Terço da Piedade e o nosso canal no Youtube.

A paz de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *